Academia do Perito

O mercado da perícia judicial em 2022

Apenas no ano de 2020 houveram mais de 16.922.580 novos casos na justiça estadual, segundo dados do CNJ. O que abre caminhos para o mercado da perícia judicial em 2022.

 

Restrições por dois anos de pandemia e o impacto no mercado da perícia judicial

 

Foram 2 anos de restrições por conta da pandemia do Covid-19, o que trouxe muitas adaptações a forma como o poder judiciário brasileiro atuava.  Foram tomadas medidas para implementação das audiências judiciais por meio virtual e videoconferência e a digitalização de processos e a propositura de ações por meio dos sistemas de processos judiciais eletrônicos tiveram recorde de adesão, o que certamente mudou as perspectivas do mercado da perícia judicial.

 

Porém houveram casos em que não era possível dar continuidade a processos devido a situação financeira da parte,  considerando-se a desigualdade de renda e de acesso aos recursos de informática por grande parcela da população atendida pelo Poder Judiciário.

 

Nos processos civis, há necessidade de atos constritivos de avaliação, que dependem sobremaneira da atuação in loco de peritos judiciais, por exemplo, em domicílios ou locais privados, o que demonstra a dificuldade também na fase executiva do processo judicial em decorrência da pandemia.

 

De fato, a justiça brasileira e as perícias judiciais pararam por um curto período de tempo, mas se mantiveram firmes em executar o que era possível. No Brasil, conforme o Painel do Módulo de Produtividade Mensal, durante o período da COVID-19 (https://www.cnj.jus.br/pesquisas-judiciarias/paineis-cnj/ ), o Judiciário proferiu 40,5 milhões de sentenças e acórdãos, e 59,5 milhões de decisões judiciais. Dados esses que aumentam a necessidade de peritos qualificados para atuar no mercado da perícia judicial brasileira.

 

A justiça brasileira tem espaço para mais peritos judiciais?

 

Em meio a tantos processos judiciais e a tantos peritos formados, a dúvida que paira é se existe mais espaço para peritos judiciais na justiça brasileira. A resposta é sim

 

Com base nos dados fornecidos pelo relatório Justiça em Números do Conselho Nacional de Justiça, a maioria das unidades judiciárias pertence à Justiça Estadual, que possui 9.606 varas e juizados especiais e 2.672 comarcas (48% dos municípios brasileiros são sede da Justiça Estadual). A Justiça do Trabalho está sediada em 624 municípios (11,2% dos municípios) e a Justiça Federal em 278 (5% dos municípios).

 

Em números, são 12.177 unidades judiciárias em que um perito judicial pode atuar.

unidades judiciárias 2020 cnj

mercado da pericia judicial 2022

Fonte: Conselho Nacional de Justiça, 2021.

 

Apenas no ano de 2020 houveram mais de 16.922.580 novos casos na justiça estadual, segundo dados do CNJ. Parece muito, mas houve uma queda de 18% comparado ao ano anterior (2019), porém a expectativa é que esses números voltem a crescer, uma vez que muitas pessoas deixaram de recorrer à justiça devido a pandemia.

 

Áreas de destaque no mercado da perícia judicial

 

Há uma inclinação para tipos de processos que mais são executados no judiciário, o que nos diz muito sobre quais serão as perícias mais requisitadas no presente ano.

 

Na Justiça Federal a tendência inclina-se para o direito previdenciário, com casos como auxílio-doença e aposentadoria por invalidez, área muito abordada por médicos que atuam na perícia judicial. 

 

Na Justiça Estadual há destaque para a esfera cível, com mais de 2 milhões de processos de obrigações e contratos, onde várias áreas da perícia judicial podem ser atuantes, mas podemos citar a perícia grafotécnica responsável por verificar a veracidade de assinaturas em contratos e documentos. Há também processos de responsabilidade do fornecedor e danos morais. Um exemplo seria de alguns casos de perícia judicial em consumo de energia e água, onde o destaque maior se dá aos peritos judiciais engenheiros e arquitetos.

 

Ainda na esfera cível, há grande requisição nos casos de direito de família e alimentos, onde se faz necessário em alguns casos, a perícia de avaliação de imóveis e a perícia social.

 

No direito tributário, a dívida ativa ganha destaque, sendo em alguns casos, necessário a perícia judicial de um perito contador.

 

Portanto, se pudéssemos elencar as áreas da perícia que mais recebem demanda, certamente seriam: Perícia médica, Perícia grafotécnica, Perícia em consumo de energia e água, Perícia em avaliação de imóveis, Perícia Social e Perícia Contábil. 

 

Como se tornar um perito judicial?

 

Visto as projeções que são positivas para o ano de 2022, a Academia do Perito anuncia um novo tempo para aqueles que desejam descobrir uma nova oportunidade dentro da sua área de conhecimento: A perícia Judicial. 

 

O evento onde vai descobrir tudo o que não te falam sobre a perícia judicial ocorrerá dos dias 17 a 24 de janeiro de 2022 e será gratuito e online, inclusive com um certificado de participação. Para inscrever-se basta clicar AQUI

WhatsApp chat