Sempre sonhou em se tornar um perito judicial, mas admite que não sabe como alcançar esse objetivo? Em caso de resposta positiva, leia o texto abaixo e descubra como conseguir isso.

Tornar-se um perito judicial é o objetivo de muitas pessoas que desejam seguir carreira no âmbito jurídico ou forense. Não é à toa, afinal, é uma oportunidade que garante não só excelentes experiências em sua respectiva área de formação/atuação, mas também benefícios como um bom salário e possibilidade de estabelecer uma boa relação de contatos.

No entanto, para se tornar um perito judicial é necessário não só de formação específica, mas também se cadastrar nos Tribunais de Juitiça.

Saiba mais a seguir…

Após a publicação do Novo Código de Processo Civil, os Tribunais de Justiça ampliaram a aceitação de profissionais com formação específica, e habilitaram não só o profissional de ensino superior, mas também o técnico, como, por exemplo, contabilidade, auditoria, fisioterapia, medicina, corretores de imóveis, engenheiros, arquitetos, enfermagem, técnicos em edificações entre outras. 

São áreas técnicas que podem contribuir para formar a convicção do juiz em relação a determinados casos jurídicos.

A auditoria, digamos, pode analisar relatórios contábeis e financeiros e, a partir disso, emitir um parecer técnico, que auxilie a autoridade jurídica a emitir a sua decisão conforme tal material.

Curso específico de formação em perícia judicial

A atividade pericial é uma profissão com corpo teórico e técnico formado. Ela é formada por conceitos, teorias e procedimentos que devem ser observados pelo profissional que deseja se tornar um perito judicial e, assim, seguir carreira nessa área de atuação.

O que queremos dizer com isso é que é preciso, em alguns casos, participar de um curso de formação em perícia judicial, de modo que assim seja introduzido nessa área, passando a exercê-la com maior domínio.

Alguns tribunais, inclusive, solicitam participação em curso de perícia judicial como requisito básico para se habilitar em seu banco de dados.

Muitos deles também oferecem um curso de formação complementar, conforme a realidade e exigências do órgão.

Resumindo Como se Tornar um Perito Judicial

  • Possuir Graduação na área ou Formação Técnica

  • Estar Inscrito em seu conselho de classe

  • Participar do Curso de Formação de Peritos Judiciais

  • Inscrever-se nos Tribunais de sua região

O que os alunos Peritos dizem sobre o curso?

Depoimentos Reais de Alunos da Academia do Perito.

Bom dia a todos. Ontem à noite terminei o curso e consegui o meu certificado e estou muito feliz. Será o início de uma nova etapa na minha vida profissional. Quero agradecer ao Professor @Fernando Sarian por disponibilizar o seu conhecimento e pela paciência em responder a todas as minhas dúvidas. Agora começando o Curso de Petições Periciais. Gratidão. Professor, que deus o abençoe todos os dias de tua vida.  

Mara Bagagiolo

Venha se tornar mais um case de Sucesso!

Conclusão:

Como vimos, para se tornar um perito judicial, é preciso observar não só a exigência de se ter curso superior ou técnico em determinada área do conhecimento, mas também curso de formação especializado, bem como ficar de olho nas exigências dos Tribunais.

Já que está aqui, por que não aproveita o momento para conhecer melhor o nosso curso de formação em perícia judicial? É uma maneira inteligente de se aproximar mais do seu sonho de se tornar perito judicial e, assim, alcançar sucesso nessa profissão.

Para conhecer o nosso curso de formação em perícia judicial, clique agora mesmo em nosso site. Se, durante esse processo, surgir alguma dúvida, não deixe de entrar em contato conosco.